quarta-feira, 30 de abril de 2008

Credo Inclusivo


Defendemos a inclusão total e incondicional de todas as pessoas em todos os contextos sociais e o direito de serem beneficiárias dos bens públicos e privados.

Defendemos o processo de transformação da sociedade para atender a singularidade humana e a pluralidade cultural, o que implica em rupturas e mudanças políticas, econômicas e sociais.

Defendemos a cultura da diversidade em oposição a cultura do preconceito, com base nos direitos humanos fundamentais de igualdade, participação, solidariedade e liberdade.

Defendemos a cultura da diversidade na educação não como busca do melhor modelo educativo individual ou de adaptações curriculares, mas da construção de sistemas educacionais inclusivos que assegurem o acesso e a permanência de todos como resultado da qualidade social da educação.

Defendemos a educação como um direito de todos e dever do Estado, seja esse o provedor dos serviços educacionais ou o fiscalizador dos serviços prestados por entidades privadas.

Defendemos a gestão democrática e controle social em todas as instâncias dos sistemas de ensino e nas unidades escolares.

Defendemos que a educação escolar é o instrumento fundamental de desenvolvimento individual, social, cultural, político e econômico do país para garantir o exercício da cidadania.


Descrição da imagem : logotipo do Fórum Permanente de Educação Inclusiva, bonecos de várias cores recebendo mais um boneco diferente

4 comentários:

claudia disse...

Fabio,

é muito bom saber que convivo, mesmo que de modo virtual, com uma pessoa tão empenhada em tornar a educação inclusiva uma realidade para todos os filhos e de forma ampla, irrestrita e incondicional.
Parabéns não apenas a você, mas a todos os seus parceiros que fazem com que o forum aconteça e seja um grande apoio para educadores de São Paulo e outros Estados.

saudações inclusivas,

Claudia Grabois

arimarcampos disse...

Fábio
É sempre muito bom ver as questões da Educação Inclusiva ampliada em todos os segmentos.Inclusão: vamos nós. Abraços.
Arimar

Maria Terezinha disse...

Fabio adorei todos so temas, estarei passando estes aos educadores que tenho contato.AttTerezinha

Zilda Fressa disse...

Fábio,

gostei do blog, me identifiquei com muitas das afirmações feitas. Creio que as angústias do não saber lidar com a educação inclusiva, por não tê-la vivido enquanto experiência durante criança, devem ser o combustível para tomarmos para nós a responsabilidade de promover as mudanças, e não a terceirizarmos.


Abraço,
Zilda